I miss you all the time.

setembro 18, 2013

Os dias vão passando e as saudades só aumentam.
Estou a escrever este texto porque já não sei o que fazer com tanta saudade, já não sei como fugir de tamanho sentimento, não me cabe mais no peito.
Hoje à noite enquanto passeava por entre as árvores, senti-me livre mas incompleta. Metade de mim estava ali e a outra metade estava desse lado, não sei se deste lado ficou a parte mais corajosa, a mais forte, a mais destemida, mas há uma coisa que sei, deste lado ficou alguém que te ama muito.
Dizem que a beleza da noite, varia de lugar para lugar, eu não duvido e sinto-me com sorte em relação ao sítio de onde vivo, afinal eu só mudava uma coisa, o facto de estar tão distanciada de ti. Contudo, há uma coisa que me ajuda a combater estas saudades, a lua. Ela vai sempre fazer-me lembrar de ti, porque onde quer que estejas a lua é o que temos em comum, tu podes vê-la tal e qual como eu, ao mesmo tempo do que eu, e apesar de não estares aqui quase consigo sentir-te ao meu lado, basta fechar os olhos.
Acredita que escrevo isto com lágrimas nos olhos, tento travá-las porque sei que a única coisa que surja no meu rosto são sorrisos mas não é fácil.
Ninguém gosta de estar longe de quem se ama.

Continuo a dizer:
O que são estes dias longe de ti comparado com o tempo que vamos estar juntos? 

Maffalda Cunha.

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images